Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo destina R$ 380 mil para construção de redes de abastecimento de água em três municípios

Publicação:

Poço tubular profundo perfurado instalado em Nova Esperança do Sul, onde será instalada uma das redes
Poço tubular profundo perfurado instalado em Nova Esperança do Sul, onde será instalada uma das redes - Foto: Prefeitura de Nova Esperança do Sul
Por Nathalie Sulzbach

Os municípios de Jaguari, Nova Esperança do Sul e São Pedro do Sul receberam R$ 380 mil do Estado, por meio da Secretaria de Obras Públicas (SOP), para a construção de redes de abastecimento, responsáveis pela distribuição da água proveniente dos poços tubulares profundos, no início deste ano.

Em Jaguari, a localidade contemplada será Linha 6 São Roque (R$ 130 mil, com contrapartida de R$ 35,8 mil do município). Em 2020, o município já havia recebido R$ 70 mil para a construção de dois poços artesianos. Em Nova Esperança do Sul (R$ 150 mil, com contrapartida de R$ 30,4 mil) e São Pedro do Sul (R$ 100 mil, com contrapartida de R$ 109,4 mil), as redes abrangerão as localidades de Rincão do Ouro e Goiabal, respectivamente. Em 2022, os dois municípios também receberam recursos para perfuração de poços. A estimativa é de que 43 famílias sejam beneficiadas.

Esses municípios entregaram toda a documentação exigida pela SOP e tiveram o plano de trabalho analisado e aprovado pelo Departamento de Poços e Redes (DPR), habilitando-se para receber o benefício. O sistema consiste em tubulações que captam a água bombeada dos poços e a distribuem até as residências na forma contínua e na pressão adequada, evitando o uso de caminhões-pipa, que encarecem o processo, ou a locomoção até o poço.

A rede de Jaguari conta com 9.155 metros de extensão, a de Nova Esperança do Sul, 1.075 metros e a de São Pedro do Sul, 1.921 metros. Elas podem ser estendidas depois, se necessário. Os recursos são provenientes do Fundo de Recursos Hídricos (Jaguari e Nova Esperança do Sul) e de emenda parlamentar (São Pedro do Sul).

O governo destina o recurso diretamente às prefeituras, que ficam responsáveis pela licitação da empresa. O recurso é repassado em parcela única, e a prefeitura deve designar um fiscal representante do município, de forma a garantir a regularidade do processo.

Secretaria de Obras Públicas