Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Departamento de Saneamento

Publicação:

Saneamento
Corsan - Foto: Divulgação / Palácio Piratini

Cabe ao Departamento de Saneamento coordenar a implantação de programas estaduais nas áreas de saneamento, bem como, formular as diretrizes, estabelecer, implantar, fazer cumprir, monitorar e promover a gestão da Política Estadual de Saneamento Ambiental, no que diz respeito ao abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais, drenagem, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.


Divisões:

- Planejamento de Saneamento;
- Projetos de Saneamento;
- Implantação de Sistemas de Saneamento.


Entre as principais atuações do Governo do Estado na área de saneamento, estão:

- Perfuração de Poços;
- Implantação de pequenos sistemas de abastecimento de água, esgotos sanitários e drenagem urbana;
- Apoio aos pequenos municípios através da execução de projetos de saneamento básico;
- Execução de Planos regionais de saneamento (Planos de saneamento de Bacia);
- Execução do Plano Estadual de Saneamento e a implantação do sistema de informações em saneamento.

O Programa de Abastecimento de Água no Perímetro Rural viabiliza com que o Governo do Estado do Rio Grande o Sul estabeleça parcerias com os Municípios, a fim de construir a rede de abastecimento, fornecendo água tratada e promovendo melhor qualidade de vida para a população das comunidades rurais.

O sistema  consiste na instalação de bombas em poços artesianos existentes para a captação, adução, reservação, distribuição de água e abastecimento das populações rurais. As bombas são implantadas nas redes de distribuição de acordo com a demanda.

Programa Redes de Abastecimento de Água
Programa Redes de Abastecimento de Água - Foto: Divulgação SOP

A rede de água vem suprir uma carência junto às comunidades rurais também em épocas de estiagem, evitando a predisposição a doenças e contaminação da população na falta de abastecimento de água para consumo. 

Check List - Rede de Água Completo (.xlsx 13,21 KBytes)

Plano de Trabalho (.docx 31,06 KBytes)

Termo de Ciência e Compromisso PMSB (.docx 13,61 KBytes)

Declaração de Tratamento da Água (.doc 24,00 KBytes)

Declaração de contrapartida do município (.doc 23,50 KBytes)

Dados do Convênio - Resumo (.docx 13,16 KBytes)

Declaração da Lei Orgânica (.doc 22,00 KBytes)

O Programa de Perfuração de Poços (PAP) foi criado há 35 anos, diante da falta de água potável ou insuficiência para abastecer comunidades do interior do Rio Grande do Sul e garantir que as comunidades rurais tenham distribuição desse bem essencial à vida. O programa sobrevive por meio de um convênio firmado entre a Secretaria de Obras e a Corsan, que dá todo o suporte e executa a perfuração dos poços. Três equipes de trabalho com cinco caminhões cada, com sedes em Porto Alegre, Garibaldi e Três Passos, são as responsáveis por atender as demandas das regiões próximas, fazer a coleta e a análise de qualidade da água para avaliar se ela é própria para o consumo humano ou não.

Programa de Perfuração de Poços Artesianos
Programa de Perfuração de Poços Artesianos - Foto: Jean P.H.Maidana / ASCOM SOP

Os poços artesianos passam por uma severa análise de qualidade da água, feita em laboratórios da Corsan. Após o resultado, são enviados laudos para as prefeituras, informando se o poço está liberado para uso ou não, conforme os resultados apresentados. Após a liberação do poço para consumo, a distribuição da água é de responsabilidade dos municípios, assim como, a construção das redes que ligam o poço artesiano até as residências beneficiadas.

No ano de 2015 foram perfurados mais de 142 poços artesianos, beneficiando mais de 6 mil famílias em 60 municípios gaúchos.

Conteúdos relacionados

Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação